Cigana Zaira.

Lendas e Historias Ciganas

Cigana Zaira.

Espanha! Terra de sonho, sol, flores e músicas, das roupas coloridas do meu povo.
Um príncipe saía escondido do castelo vestindo roupas de plebeu. Ele queria estar entre os ciganos e assim o fez. Juntou-se aos ciganos e começou a dançar ao som da música e da alegria desse povo. Nesta hora, passou a cigana Zaira e disse:
_Vamos dançar.

 


Ao passar perto dos vinhos, pegou uma caneca para ela e outra para ele. O príncipe, que naquela hora era um plebeu, disse que, ali, até o vinho comum lhe parecia infinitamente melhor do que o da sua adega.
Zaira rodopiava, mergulhada na musica. Nos braços dele, seu corpo jovem e belo parecia ter asas e em seu rosto havia satisfação. Olhando-a, o príncipe falou:
_Como te chamas, cigana bela? -Sou Zaira- disse-lhe ela. - E tu como te chamas?
_ meu nome é Sol. Ela alisou-lhe o rosto com suavidade e disse:
_Não és cigano, quem és? - Não sou cigano, sou um pobre-coitado.
Ela riu e disse: - Não nos deixaremos mais. Virás conosco; se não és ninguém, podes ser cigano. Ele sorriu, pensando:" se eu pudesse"! Mas, por que não? Talvez fosse possível ficar uns tempos com eles; seria fascinante. A esta altura, ele não se conteve. levou-a para um lugar deserto e, no campo ermo, á luz das estrelas e da Lua, amaram-se loucamente.
Os encontros dos dois foram muitos, até que um dia ela disse: Iremos levantar acampamento amanhã. Mas ele não poderia ir. A cigana continuou: - Tu és fidalgo,mas te quero assim mesmo. Vem conosco.
Mas ele disse: - Nada vou te esconder de minha parte. Eu sou o príncipe herdeiro do trono. Esquece-me, pois não podemos mais estar juntos - E foi-se afastando.
Zaira olhou para o céu e disse: - Isto é para que eu aprenda que as ciganas não podem se casar com gajões. O tempo passou. Viajando daqui para lá, depois de nove meses, Zaira deu a luz uma menina e veio a falecer. Essa menina se chamou Zaina e um cigano tomou-a sob sua proteção.

Texto: Mistérios do Povo Cigano de Ana da Cigana Natasha e Edileusa da Cigana Nazira
Colaboração e Transcrição: Silvia Maya.

 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar